how do you make a gif
Envie-nos um Email Em Breve... Facebook Twitter Ask.Fm Favoritos

10/07/2016

Consequências

   Faz um bom tempo, tenho que admitir. E admitir também que eu não voltei pra ficar. Não é por falta de saudade, pois se dependesse só dela eu já teria voltado para o blog há meses. No momento que estou vivendo agora é insustentável voltar a postar, apesar de a vontade ser muito grande. Muitos dos meus primeiros leitores nem devem lembrar que isso aqui existe. Mas não foi disso que eu vim falar. Esse post é um desafio (de várias maneiras). Literalmente falando, um amigo meu me desafiou a escrever uma postagem sobre ele (bem esnobe, certo?). E como escrever é algo de que sempre gostei, vou completar minha missão da melhor maneira que puder, até por que ele merece. 
   Primeiramente, as coisas as quais sou obrigada a dizer: ele é legal, bonito e tem uma barba maravilhosa. Mas o que eu quero falar é bem mais que isso. Apesar de ser insuportavelmente irritante, não consigo imaginar minha vida sem ele. Apesar de ele dizer o contrário, quem faz o papel de anjo não sou eu. Nos momentos em que eu mais precisei de um apoio ele sempre esteve lá, pronto para me ajudar, mesmo que eu não merecesse. Ele é gentil, preocupado e atencioso. Um bom exemplo disso é quando ele começou a levar lanche para mim na escola, mesmo que não fosse nem de longe a sua obrigação (levou até pizza, como não amar?). Ele cria as melhores músicas de pedido de desculpa. Tem as teorias mais loucas e geniais. Compartilha comigo um monte de piadas internas. E apesar de ser um invasivo, praticamente me obrigando a revelar meu blog para ele, respeita sempre o meu espaço quando o assunto é sério. Tem uma moral invejável e um coração muito bom. É o meu sol, sem a parte chata da insolação. Nós temos as melhores sessões de cinema. E as melhores sessões de estudo também (mesmo que chova e pareça que estamos em uma série de televisão). A amizade dele foi uma das melhores coisas que já aconteceram na minha vida e sou grata por ela todos os dias.
Share on Tumblr

Nenhum comentário: